Юридическая консультация онлайн
На главнуюОбразованиеПохожее видеоЕще от: Missionárias do Amor Misericordioso do Coração de Jesus

Purgatório - 1 / 3

Оценок: 0 | Просмотров: 29973
Momentos de Reflexão O PURGATÓRIO Diz o ditado, meus irmãos, ditado que nós conhecemos certamente já "quem me avisa, meu amigo é". Eu queria, por ser vosso amigo, falar-vos duma verdade eterna, que hoje em dia se quer rejeitar, mas como ela é verdade e é eterna ninguém a pode apagar. E a verdade é esta: o Purgatório. A existência do Purgatório. A Misericórdia de Deus purifica e prepara as almas para o céu. Os pensamentos são tirados dum livrinho pequenino de E.D.M., sobre o Purgatório. Uma das faltas mais graves e mais incompreensíveis entre nós, Católicos Portugueses, é o abandono dos nossos defuntos. Quanto algum membro de família cai doente, prodigalizamos cuidados, insistimos com repetidas visitas do médico, não hesitamos em procurar os melhores e mais custosos remédios, e realizamos tudo de que é capaz a mais desvelada dedicação e o mais carinhoso amor. Não há limites para a nossa generosidade quando se trata do corpo. Morre o doente. Há um explosão de dor, sincera, profunda, sem dúvida, mas bastas vezes imoderada. Faz-se o enterro com toda a pompa fúnebre, com a assistência de imenso número de pessoas nenhum amigo se atreve a estar ausente -- cobrem o caixão coroas com riquíssimas de flores. Não poupamos despesas. Durante algumas semanas continuam as manifestações de mágoa: visitamos o cemitério, recebemos as visitas de pêsames. Passadas porém, mais semanas, voltamos à nossa vida normal. Todos afavelmente fazem o possível para nos distrair, para que não pensemos na nossa aflição. É bonito, e, assim, procedem bem. De que serve a dor, de que serve a tristeza imoderada? Mas infelizmente Deus é posto de parte nesse tempo todo, que fizemos pela alma do querido doente? Pouco ou nada. Não rezávamos, porque nos ocupávamos completa e inteiramente com remédios e médicos, com receios e esperanças. Nunca nos passou pela cabeça mandar rezar algumas Missas pelas melhoras do enfermo! E contudo Deus e só Deus dá vida e saúde, Deus e só Deus pode dar virtude e eficácia aos remédios. Bom é certo, e é nosso dever, chamar o médico e aplicar os remédios. Mas é simples loucura pôr da parte Deus, o autor da vida. A nossa obrigação manifesta é implorar de Deus auxílio, com as orações fervorosas e constantes, sobretudo, mandando rezar Missa que é o meio soberanamente eficaz para mover o coração do Senhor. Como é possível que, conhecendo nós o tremendo valor da Missa, nos esqueçamos dela nos maiores atritos da nossa vida, quando é mais do que nunca necessária? Pior ainda, com uma temeridade cruel, adiamos a administração dos Sacramentos até tarde, muito tarde, com grande risco do doente morrer sem eles ou de os receber quando já não podem produzir os seus resultados, pecado que brada ao céu. Contudo Deus instituiu estes Sacramentos expressamente para a cura, o alívio e o conforto dos doentes, e produzem infalivelmente estes resultados contanto, claro está, que a cura não seja contra a eterna salvação do doente. Quantas pessoas estão vivas e de saúde porque receberam devidamente e com tempo estes salutaríssimos Sacramentos; e quantas hoje jazem nos cemitérios, que ainda estariam bem e felizes nas suas casas, se tivessem recebido os Santos Óleos. Se porém Deus prevê que o prolongamento da vida de nada serviria para o bem do doente ou que seria a causa da sua eterna perdição, perguntamos, de que servem os sacramentos neste caso? Servem para muito. Dão conforto e alívio ao doente, dissipam o medo, suavizam extraordinariamente do espírito do moribundo, afastam o demónio e suas diabólicas tentações -- violentíssima na última hora, verdadeiramente e são penhor de morte santa e feliz. Mais ainda, como afirmam São Tomás de Aquino e Santo Alberto Magno, quando os últimos Sacramentos são recebidos devidamente e com tempo, preparam a alma para entrar imediatamente no Céu, sem que mesmo talvez passe pelo Purgatório. Inestimável graça! Quando pois adiamos de mais a administração dos Sacramentos aos nossos doentes: 1º - Privamos possivelmente o nosso querido pai, a nossa querida mãe, irmão ou filho, de muitos anos de vida. 2º - Negamos-lhe as graças extraordinárias que acabamos de mencionar. 3º - Por nossa causa, ficam longos anos lá no Purgatório. Se assim procedemos, faltamos a um dever sagrado, cometemos um crime que brada ao Céu; e, como o sangue de Caim, este pede vingança, a Deus. É um Cruel abandono Morre o doente e já está no Purgatório, está sofrendo suplícios severíssimos. Nunca precisou tanto do nosso auxílio. Pede, implora os nossos sufrágios.
Категория: Образование
Html code for embedding videos on your blog
Текстовые комментарии ()

Хотите оставить комментарий?

Присоединитесь к YouTube, или войдите, если вы уже зарегистрированы.
Задайте и вы свой вопрос, это бесплатно! Адвокат по телефону получит предварительную информацию от вас, после чего может в спокойной обстановке восполнить возможные пробелы и проанализировать правовые нормы. Он оценит все факты и сможет подготовить развернутую консультацию для вас. По этой причине адвокат является вашим сторонником в разрешении возникших проблем. Вы сбережете свои средства, обратившись за телефонной консультацией. Таким образом, обращаясь по телефону к услугам адвоката, вы получаете возможность решить возникшие проблемы с минимальными финансовыми и временными затратами. В некоторых случаях в дальнейших очных консультациях не возникает необходимости. По этой причине помощь адвоката, оказываемая по телефону, становится неоценимой.